novembro 10, 2008

foto em deviantart
Nua és tão simples como uma de tuas mãos,
lisa, terrestre, mínima, redonda, transparente,
tens linhas de lua, caminhos de maçã,
nua és magra como o trigo nu.
Nua és azul como a noite em Cuba,
tens trepadeiras e estrelas no pêlo,
nua és enorme e amarela
como o verão numa igreja de ouro.
Nua és pequena como uma de tuas unhas,
curva, subtil, rosada até que nasça o dia
e te metes no subterrâneo do mundo
como num longo túnel de trajes e trabalhos:
tua claridade se apaga, se veste,
se desfolha
e outra vez volta a ser uma mão nua.
Pablo Neruda

ps - Sim J. Pablo Neruda, O carteiro de Pablo Neruda ; p


2 comentários:

JP disse...

só leste esse livro porque era à pàla. O que tu gostas é da revista Maria! pensas que eu não sei... :P
ao menos aqui a plebe paga 1€ por ele! valeu e vale muito mais. Por coincidencia estavas a lê-lo ao mesmo tempo que eu :)
beijoca
PS-sugestoes para o proximo livro?

Tiny Tear disse...

Qual Maria pah? A Mariana! lol Olha, o que tou a ler agora é o "Into the wild", "O lado selvagem", acho que vais gostar.Não tens uma Entrelinhas, temos pena lol beijo beijo