julho 30, 2007

Naquele tempo
Tu vinhas de noite à procura de amor
E eu fumando um cigarro
Esperava por ti
Quando chegavas
Abrias a porta sem me avisar
P'la noite fora
Ficavas abraçada a mim
Na cabana
Junto à praia
Entre as dunas e os canaviais
Só o vento
E o mar
E as gaivotas
Falam desse amor
Na cabana
Todos os anos
Eu volto em agosto ao mesmo lugar
Já uma hera
Cobriu a parede do quarto
Dava dez anos
De vida para te ver voltar
Posso estar farto
De tudo mas nunca me afasto
Da cabana
... ... ...


José Cid
ps- Nunca mais serei a mesma depois disto. Garanto-vos ; p. Um grande bem haja à Camara Municipal de Lagos por me permitir ver e ouvir live, mas mesmo live, esta lenda incontornável da música portuguesa. E as favas com chouriço? Até chorei..

2 comentários:

Oleiros disse...

Epahhh, ainda bem k ele tem a cabana... senao la tinha k dar os 10 anos de vida... eheheh...

Catarina disse...

ehehe!!
e eu que perdi o concerto :( há coisas injustas nesta vida ;)

beijo